Restantes

Resultado de imagem para solidao dentro de casa

“O que sobrara? Essa é a pegunta que não se calava dentro de mim em meio a uma quase certeza de que as coisas boas duram pouco. Ou quase nada. Ou o suficiente para despertar em mim um desejo incontrolável de eternidade. Aquela insólita batida na porta com as chaves deixadas para trás, um café quente que se tornara gradualmente frio dentro daquela caneca velha, roupas estendidas no varal da área de serviço. E um discreto aviso na porta da geladeira de que seria melhor pagar a conta de luz no dia, sob pena de cortes. Tudo sendo cortado, escurecido e eu ainda ali observando aquele maldito terceiro aviso da companhia de luz (…)”

(Adriana Araf)

Recomente essa página:
Esta entrada foi publicada em Nossos Dilemas. Adicione o link permanente aos seus favoritos.