Desejos matinais

Ontem dormi a hora que eu quis
Hoje vou levantar a hora que eu quero
Quero café quentinho na cama
Quero janela aberta devagarinho
Quero assistir TV daqui
Quero bocejar muitas vezes
Quero atender o celular com um eu te amo
Quero observar o sol entrando nas frestas
Quero lembrar do meu sonho
E se eu não conseguir, vou cochilar de novo
Quero acordá-lo, sabe.
(Adriana Araf)
 
 

Pronto, ritual noturno aberto: cama arrumada, sensações gostosas do que aconteceu durante o dia, uma certa frustração do que não aconteceu, uma vontade louca de ter uma noite muito agradável e revigorante e, claro, sonhos, muitos, aos montes.
Tenho tantos que uma noite jamais seria suficiente.
Que hajam muitas noites para comportar os meus sonhos e que hajam dias intensos e força em mim para que eu possa realizá-los…

O céu que nos protege

Ontem ouvi uma senhora dizendo com muita certeza “o sucesso não cai do céu”.

Engraçado, eu já acho que quase tudo vem dele….

Certo é que o nosso conceito de recorrer aos céus muda muito.

Algum tempo apenas o sondamos e, daqui de baixo, e m nossa forma miúda, o enxergamos com um verdadeiro teto azul, lindo, com brancas nuvens. Noutros tempos, é o céu que nos protege.

Minha última frase ao olhar para cima foi “Preciso de chuva em minha vida”. Quando o pedido foi ouvido (e aceito), caiu uma tromba d’água que inundou tudo, lavou tudo, revigorou tudo e fez florescer tantas coisas e sentimentos que hoje ainda sinto a seca indo embora e a fartura chegando aos poucos com o brotar das novas sementes.

Não seja tão taxativo em suas regras e crenças.

O céu nunca é o limite se você confiar na força de sua ajuda.

E bençãos caem a todo momento.

Siga e seja abençoado em todas as suas súplicas.

(Adriana Araf)

 

 

Semente não semeada não germina.

Essa frase serve pra tudo.

Bom dia e bom jardim para você.

Ao dormir, um mantra:

“Agradeço por hoje. Me conceda um amanhã”.

 


Página 97 de 117« Primeira...102030...9596979899...110...Última »