Alegria e prazer

Ler boas leituras é crescer o espírito.
Estou lendo (e recomendo) Variações Sobre o Prazer, de Rubem Alves, ed. Planeta. Reproduzo parte lida agora da pág. 87 (a obra tem 188): “Eu não quero prazer, eu quero é alegria. O prazer sozinho só acontece se o corpo tiver a posse do objeto. O prazer do beijo só existe se houver a pessoa amada a ser beijada. Mas, o prazer se farta logo e tem vida curta.
 
Já a alegria não precisa da posse do objeto desejado para existir. A alegria nunca se farta e alegria pede mais alegria. Alegria é fonte insaciável. Mas, vez por outra o prazer e a alegria acontecem juntos. Quando isso acontece, o corpo experimenta uma epifania do Paraíso: o divino se faz carne. E daí vem a alma. Quando ela gosta de alguma coisa, ela quer repetí-la. Ela quer a alegria do abraço, da comida, do perfume, das ideias, do beijo, do pôr do sol. A alma sempre deseja retornar e ela sempre está em busca do tempo perdido.”
Boa leitura, boa viagem!

Você, com 30, 40, 50, 60, seja 05.

Feliz Dia das Crianças, inclusive para aquela que mora dentro de você…

 

Caso você perca a fé na vida e esqueça que veio para uma missão aqui , tente olhar para si mesmo, porém com meus olhos.

(Adriana Araf)

O inverno cobriu minha cabeça, mas sempre foi primavera em meu coração….

(Adriana Araf)

 

 

 

“O fato é que quando uma coisa termina, uma outra coisa começa.  Não há vácuo no destino de ninguém. O balanço da vida sem movimento é balanço do mesmo jeito, apenas fica sem o impulso e o vento na cara.
O espetáculo de nossa existência é essa soma de novos acontecimentos e novas pessoas e novas vontades.
Então, muitas vontades para a semana que começa.
E as melhores, as mais ousadas e as mais determinantes possíveis, claro.”
(adriana araf)

Página 97 de 121« Primeira...102030...9596979899...110120...Última »