se…

… a noite é uma criança, a minha hoje quer colo…

 

 

 

 

Eu quero, tu queres…

Eu quis, você não quis. Eu não quis, vocês quis.

Um dia não quisemos;  noutro dia, quisemos muito.

Numa mistura de querências, seguimos.

Numa salada de emoções, avançamos.

Num misto de desejos, caminhamos.

A vida a dois é assim: tudo ao mesmo tempo.

 

 

 

 

 

Protocolo de Intenções…

“Não me enfraqueça com suas dúvidas, insatisfações. Discordâncias. Com seus medos.

Eu apenas quero ser feliz e você sabe disso. 

Não há nada de novo nessa proposta humana universal.  Quero ser feliz nos momentos, nos beijos, no anoitecer.  Ser feliz por estar vivo. E junto de ti.

Sou um homem comum. Faço parte de um coletivo carente, com espaços emocionais cheios de tralhas e falhas. Quero hoje estar fortalecido apenas com uma definição: que você me ama. Quero a força desse contido desejo encontrando a minha calma.  

Não preciso de promessas concretizadas, porém hoje estou reduzido a um amarelado protocolo de intenções. 

Você me desespera em silêncio. Minhas emoções estão evaporando.  Você está me azedando e, em breve, serei um vinho vencido.

Hoje peço. Peço encarecidamente o teu amor.  O amor próprio ficará erroneamente sacrificado diante da minha necessidade. Não há outra forma de ficar em paz.  

São lamúrias. Vontades de amor. Nada mais do que isso.

Amanhã é outro dia.  Outro evento da existência.  

Talvez hajam outros desejos em mim. 

E, azedado, pode ser que eu me torne um saboroso vinagre, com sabor irresistível para outros paladares.”

 

O vestido dela…

 

“Eu adoro quando você acorda vestida de amor. É uma vestimenta quase imperceptível aos olhos.  Com ela, tudo combina: os gestos com a cor dos lábios,  os olhos com as intenções, o sorriso com a suavidade, as mãos com a dança dos seus passos.  Em ti, só ressonâncias emocionais eficazes.

Palavras: não preciso.  Toques: reinvidico todos.

E assim sigo esse especial dia, em doce, compreendida e apaixonante companhia.

Quando isso acontece, eu percebo logo, eu me entrego logo, eu quero logo.  Fico insano e, ao mesmo tempo, em paz. Uma paz incomodada apenas por essa sensação de felicidade abundante. 

Às vezes penso que eu quero pouco da vida: Quero paz e vestidos novos para você.”

Se fosse…

 

…tarde para alguma coisa, você não estaria mais aqui.

 


Página 96 de 147« Primeira...102030...9495969798...110120130...Última »