Mais…

Um trecho literário

“No íntimo da sua alma, contudo, esperava um acontecimento. Como os marinheiros aflitos, percorria com os olhos desesperados a solidão da sua vida, procurando ao longe alguma vela branca nas brumas do horizonte.
Não sabia ela qual seria esse acaso, o vento que lhe traria para perto, nem para que praia se sentiria levada, se seria chalupa ou navio de três pontes, carregado de angústias ou cheio de felicidades até às escotilhas.
Mas, todas as manhãs, ao acordar, esperava que viesse naquele dia e escutava todos os ruídos, levantava-se em sobressalto, surpreendia-se de que não tivesse vindo; depois, quando o sol se punha, cada vez mais triste, desejava estar já no dia seguinte”.
(Gustave Flaubert , em “Madame Bovary“)
* para outros trechos interessantes: http://www.humanarte.net/bovary-trechos.pdf

 

Palavras Sábias de Cora

…Ou sempre

A se pensar


Página 4 de 111« Primeira...23456...102030...Última »