Três sugestões de melhora dos dias

Imagem relacionada

1. Não critique e, se o fizer, saiba fazê-lo centrado na construção.

2. Não condene, pois  ter o mapa não é saber tudo sobre o território.

3. Não reclame e, sim, agradeça. Substitua uma reação pela ação.

fonte do resumo: https://osegredo.com.br/essas-3-manias-podem-acabar-com-o-seu-dia/

Como é que se esquece alguém que se ama?

 

Resultado de imagem para olhando o horizonte

(…) Como é que se esquece alguém que se ama? Como é que se esquece alguém que nos faz falta e que nos custa mais lembrar que viver? Quando alguém vai embora de repente como é que se faz para ficar? Quando alguém morre, quando alguém se separa – como é que se faz quando a pessoa de quem se precisa já não está?

As pessoas têm de morrer; os amores de acabar. As pessoas têm de partir, os sítios têm de ficar longe uns dos outros, os tempos têm de mudar. Sim, mas como é que se faz? Como se esquece? Devagar. É preciso esquecer devagar. Se uma pessoa tenta esquecer de repente, a outra pode ficar para sempre (…)

É preciso aguentar. Ninguém está para isso, mas é preciso aguentar. A primeira parte de qualquer cura é aceitar que se está doente. É preciso paciência. O pior é que vivemos tempos imediatos em que já ninguém aguenta mais nada. Ninguém aguenta a dor. De cabeça ou do coração. Ninguém aguenta estar triste. Ninguém aguenta estar sozinho. Tomam-se conselhos e comprimidos. Procuram-se escapes e alternativas.

Mas a tristeza só há de passar, entristecendo-se. Não se pode esquecer alguém antes de terminar de lembrá-lo. Quem procura evitar o luto, prolonga-o no tempo e desonra-o na alma.

A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar. É preciso aceitar esta mágoa que nos despedaça o coração e que nos mói mesmo e que nos dá cabo do juízo. É preciso aceitar o amor e a morte, a separação e a tristeza, a falta de lógica, a falta de justiça, a falta de solução. Quantos problemas do mundo seriam menos pesados se tivessem apenas o peso que têm em si , isto é, se os livrássemos da carga que lhes damos, aceitando o que não têm solução.

(…) Dizem-nos para esquecer, para ocupar a cabeça, para trabalhar mais, para distrairmos, para nos divertirmos mais, mas quanto mais conseguimos fugir, mais temos mais tarde de enfrentar. Fica tudo à nossa espera. Acumula-se-nos tudo na alma, fica tudo desarrumado.

O esquecimento não tem arte.

Miguel Esteves Cardoso, in Último Volume

Metáfora do Inverno

Resultado de imagem para silenciando a mente

(…) E começam a cair as folhas amareladas antes seguras num caule verde. O sol ensaia partidas. Há uma espécie de recado natural de que o aquecimento das manhãs já breve não se encontrará mais à disposição. As noites serão mais incômodas e silenciosas, as roupas  grossas descerão do fundo do armário. O silêncio será percebido diante da ausência de falas e de energia. Ressoarão pensamentos. As casas serão fechadas. As fumaças quentes das xícaras de chá irão se misturar ao ar impostamente frio. Faltará humor. Sobrarão vazios. (…)

Adriana Araf

Reflexão

Imagem relacionada

“Se eu pudesse deixar algum presente à você, deixaria aceso o sentimento de amar a vida. A consciência de aprender tudo o que foi ensinado pelo tempo a fora. Lembraria a ti os erros que foram cometidos para que não mais se repetissem. E conservaria a essencial capacidade de escolher novos rumos. Deixaria para você, se pudesse, o respeito aquilo que é indispensável. Além do pão, o trabalho. Além do trabalho, a ação. E, quando tudo mais faltasse, um segredo para sua salvação: o de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída.”

Mahatma Gandhi

A frase dele…

Imagem relacionada

“É preciso sentir plenamente as dores: das perdas, do luto, do fracasso. Eu acho um tremendo desastre esse ideal de felicidade que tenta nos poupar de tudo o que é ruim.”

Contardo Calligaris


Página 3 de 15712345...102030...Última »