Você pode encarar qualquer desafio

Simplesmente adorei esse texto.

Simples, prático. E instigante, claro.

Boa leitura.

Adriana Araf

“Você é capaz de encarar qualquer desafio. E existem desafios que não podem ser feitos por você. Paradoxal, porém verdadeiro.

Dizer que você é capaz de encarar qualquer desafio não significa que você pode fazer, ser ou ter o que quiser, diferente do que afirmam os livros de auto-ajuda. Se eu disser que você, aos 40 anos, pode se tornar jogador de futebol profissional e disputar uma Copa do Mundo pela Seleção Brasileira, não estarei fazendo nada, além de enganá-lo.

Quando dizemos que você é capaz de encarar qualquer desafio, estamos afirmando que você pode assumir uma identidade hábil para realizá-lo.

Por exemplo, você acredita que o André Valongueiro nasceu triatleta amador ou apenas decidiu assumir essa identidade a partir de determinado momento?

Você ficou com uma certa inveja ao ver o Matheus Zeuch saltar de paraquedas? Pois no começo deste ano, ele nunca havia feito isso. Um dia ele saltou, assumiu uma identidade de “um aventureiro”.

Com a sua atual identidade, você pode encarar alguns desafios, outros não.

Se você diz a si mesmo que tem medo de altura, dificilmente vai saltar de um avião a três mil metros de altitude. Para isso, antes é preciso uma mudança interior.

Parece algo distante, mas fazemos isso o tempo todo. Temos várias identidades: de filho, de pai (para alguns), de estudante, de empregado, de marido. Quando você está sozinho conversando com amigos você é igual a quando está com a namorada ao lado? Ou quando está em uma igreja?

O problema é que às vezes (quase sempre) ficamos presos a determinadas identidades, como se aquilo realmente fôssemos nós. E aí nos sentimos incapazes de faze determinadas coisas que não se encaixam com aquela identidade criada (ou aprendida, tanto faz).

Sempre defendemos nossas identidades, por mais que elas sejam ilógicas. Perceba como um corinthiano defende seu time. Ou como um vegano defende seu modo de vida.

Libertando-se através dos desafios…

Digamos que exista um desafio Aprender a Surfar.

Você é, em sua identidade principal, um jovem nerd, paulistano, com aquele bronze de escritório, que quase nunca vê o mar. Dá para aprender a surfar lendo um artigo “Como surfar” pela internet, jogando um game de surf no Xbox e tendo aulas em uma escola de surfe na Avenida Paulista?

Para encarar esse desafio, você teria que trocar sua identidade. Vai ter que descer para o litoral. Vai ter que pegar uma prancha. Vai ter que cair no mar.

Agora digamos que você comece a fazer isso. E comece a andar com outros surfistas. E comece a se vestir, falar como um surfista. E continue pegando onda.

Dentro de uns 3 meses, quem é você? Um jovem e pálido nerd ou o mais novo surfista do pedaço? Ou os dois?

A resposta correta é que você não é nenhum deles. Daqui a pouco, você mudará os hábitos, a identidade pode morrer, e você continua.

Resumindo o papo: não deixe de encarar qualquer desafio por acreditar que isso não é para você, que não é a sua praia. Se você tem tesão em fazer o que está sendo proposto, siga em frente. Simplesmente pule do avião e, como num passe de mágica, você se tornará “um aventureiro”.

fonte: Site Mude nu

Uma outra verdade

boa frase

Queira Menos

queira menos

“Queira menos. Isso não quer dizer querer o menos, o menor, o residual. Significa, na prática, uma satisfação calma com as suas aspirações. Trate de administrar seus desejos, a sua necessidade de controle e as suas ambições. Isso vai lhe ajudar imensamente a viver melhor. Concentramos energia demais para ter o mais, quando, em verdade, na leitura da vida, chegamos nus e assim partiremos. O resto é ensaio de vontades.”

(adriana araf)

Uma verdade

uma verdade

O quase

ita


Página 20 de 107« Primeira...10...1819202122...304050...Última »