Encara a ferrugem dos seus sonhos.

Quem sabe amanhã você acorda sem o gosto amargo do tempo que já foi…

(Adriana Araf)

Não crie um dilúvio dentro de você. E se porventura isso acontecer, separe a saúde e o amor.

Com essas duas espécies, o mundo, que é uma verdadeira arca, vai recomeçar.

Agora, eu ainda continuo achando que você, na verdade, está fazendo tempestade num copo d’água…

(Adriana Araf)

Sou oceano…

1891089_780916625254754_226483628_n
Sou oceano, não praia. Por isso quando vejo o mar tenho a certeza que minha vida vai muito além das suas próprias ondas;  que sou profunda no anseio de ser feliz; que aceito o sal como ingrediente do meu crescimento.
Que posso ser ora como a calma das águas e, outrora, uma espécie incontida de revolta.
Posso refletir períodos de lua minguante e acordar com crianças brincando em minha volta com conchas.
Que posso me deixar navegar.
Que posso me renovar a cada momento e ser saudável numa longa extensão.
Como ventania, posso nada aceitar; como brisa, posso conviver. Cinza, não combino com nada. Azul, serenidade dentro de mim.
Sou um entardecer, fui embora e voltei.
 Sou amanhecer, voltei para ir depois de outra chuva. Tempestades, não quero, mas desejo corais presos a meus vestidos.
Sou oceano, com vida finita dentro da infinitude de emoções que me são possíveis…
(Adriana Araf)

Antecipando os acontecimentos, segunda-feira vou estar com ressaca de tanto rir. Final de semana com meus amigos promete. Se amizades prolongam a vida; se amanhã é sexta, ainda dá tempo para você programar como será a sua segunda…inclua gente que tem ama…

(adriana araf)

A PACIÊNCIA é a mãe de quase todas as situações. Paciência, inclusive, para nossas impaciências. Ela gera um estado criado de calma aparente, um comando interno de “fica frio”, mas, claro, contribui imensamente com resultados, principalmente os mais desejados.

(adriana araf)


Página 136 de 138« Primeira...102030...134135136137138