Os Ciclos da Vida

 

Fanfic / Fanfiction Sempre Há Um Banco Vazio

“Ontem, com as folhas secas rodopiando em volta dos meus pés, pensei no que significara crescer; a sensação voltou-me nítida como uma febre…o sentimento onipresente de esperar que a vida verdadeira começasse sabendo que ela estava ali ao virar a esquina, sem saber o que viria.

Quando cheguei à adolescência a vida estava tão perto que poderia tocá-la. Nessa altura, a única maneira de aliviarmos nossas próprias ansiedades era agarrarmo-nos aos momentos importantes do presente. Baile de debutantes. Dia da formatura. Ensaios para os grandes acontecimentos que viriam mais tarde.

É como se estivéssemos sempre à espera, à espera que começasse a vida verdadeira, correndo para cada momento importante apenas para dizermos “Era só isto”?

E, no momento seguinte, olharmos em volta e notarmos que era mesmo um só aquilo, todavia, de qualquer forma, sem darmos conta, já estávamos deslizando para as décadas seguintes da nossa existência.

Até que um dia apercebemo-nos de que já não estamos mais à espera, mas estamos simplesmente vivendo. Já não dependemos mais das visitas, da louça fina guardada para os momentos adequados, das férias, do Natal ou de um novo emprego. Estamos agora vivendo a cadência calma do nosso coração.

São outros tempos.

É isto a nossa vida: é uma estranha volta do mar, à vezes cansados, outrora sentindo-nos agradáveis, se o horizonte nos parecer soalheiro, raiado de rosa e refletir o dourado calmante das experiências somadas, mesmo depois de todos aqueles anos de espera e mesmo percebendo pouco que ela, a vida, seguia desde o início um curso imperceptível.”

Anna Quindlen

Recomente essa página:
Esta entrada foi publicada em Coisas da Vida. Adicione o link permanente aos seus favoritos.