O Brasil soará tamborim…

Imagem relacionada

“É carnaval: samba no pé – as mulheres desfilando nas pontas dos dedos, os homens gingando com seus calcanhares, brilhos pelas ruas, dias extensivos. Pandeiragem. E vem a mulata de quadril largo sorrindo lindamente em saltos mais do que altos, os sapatos brancos do malandro, as vinhetas, o trio, o cansaço revigorado por tantos dias de folia. O Brasil soará tamborim. As praias lotadas, os preços superfaturados, o swing nago. Depois vem a cinzenta quarta-feira, que colocará fim às fantasias, aos enredos já ultrapassados, com um papel e tanto de brindar a chegada ressaquiada da realidade adiada que foi por motivos multicoloridos. E, categorizado, anunciado está o amor de carnaval, com suas promessas não cumpridas, rostos não lembrados, casais deslocados que subiram do sul, desceram no norte e, numa atmosfera baiana, sob calores, se encontrarão enfeitiçados naquela mágica onda de veleidades. O movimento temporário é bem esse. Viva o carnaval e suas juras de amor  infinito, cuja durabilidade, descontadas as horas de aquecimento, terão 05 dias de eternidade.”

(Adriana Araf)

Recomente essa página:
Esta entrada foi publicada em Capa do Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.