Feliz Ano Todo

Imagem relacionada

2018: um ano de perdas de todos os lados. Gente, esperança, empregos. Nada sobre o nada. Um prato redondo sem cantos para esconder a refeição ruim. Perseguições intensas, rompimentos bobos, medo e insegurança. Um sufoco sem alívio. Uma dor-espinho sem remédio. Um mal-estar. Cansaço. Aflição. Se almoçou, ficou sem o jantar. Se jantou, não dormiu. Na cama, remontados pesadelos sobre o porvir. Se pulou cedo,  vieram os sofridos porquês. Se levantamos tarde, somamos prejuízo diante das parcas oportunidades. Mesmo despertos, continuamos de olhos fechados por conveniência social. Um ano sem sono repousante e repleto de dias escaldantes. Dinheiro curto num estado permanente de liquidação. Tudo nas ruas. Cortinas velhas escancaradas mostrando nudezes não apenas do rei. Que venha 2019 trazendo gente, esperança, trabalho. Estações definidas e menos testes de sobrevivência.

Adriana Araf

Recomente essa página:
Esta entrada foi publicada em Bilhetes. Adicione o link permanente aos seus favoritos.