Estar consigo, que dádiva…

“Sou o tipo de sujeito que gosta de estar sozinho consigo mesmo. Para dizer de um modo mais agradável, sou o tipo de pessoa que não acha um sofrimento ficar só. Não acho que passar uma ou duas horas correndo sozinho todos os dias, sem falar com ninguém, além de passar quatro ou cinco horas sozinho em minha mesa, seja difícil nem chato. Tenho essa tendência desde que era mais novo, quando, caso tivesse escolha, preferia ficar sozinho lendo um livro ou concentrado ouvindo música a estar na companhia de alguém. Sempre fui capaz de pensar em mais coisas para fazer quando estou sozinho, ali, no silêncio.”

(Haruki Murakami)

Recomente essa página:
Esta entrada foi publicada em Atitudes e Transformações. Adicione o link permanente aos seus favoritos.