Fundações Sólidas

“Tudo o que hoje preciso realmente saber sobre como viver, o que fazer e como ser, eu aprendi no jardim de infância. A sabedoria não se encontrava no topo de um curso de pós-graduação, mas no montinho de areia da … Continue lendo

Como tempo é Precioso

“Quando eu era novo, os meus dias eram cheios e fáceis, como os rebuçados que possuía em abundância e gastava sem cuidados. Agora tenho menos, e o seu valor aumentou infinitamente. Cada dia, cada preciosa madrugada, vale o seu peso … Continue lendo

Leitura

(…) Escrevo de mãos atadas. Na concretude do meu quarto de onde eu não saio faz algum tempo. Escrevo sem poder escrever e por isso escrevo. De resto, não saberia o que fazer com este corpo que, desde a sua chegada … Continue lendo

Uma Lágrima de Mulher

Do primeiro romance de Aluísio de Azevedo, Uma Lágrima de Mulher (1880): “A mãe revela em tudo a maternidade, seja ela a mãe de Cristo ou a mãe de um leão: entre a brandura celestial da santa e a ferocidade mundana … Continue lendo

O outono das decisões

“Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase. É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi. Quem … Continue lendo


Página 1 de 3912345...102030...Última »