O intragável. O extraordinário.

Intragável é estar parado. Não mudar. Aguentar. Sobreviver. Permanecer. Mesmo que seja pouco, mesmo que seja insuficiente. Manter tudo como está apenas para não correr o risco de ficar pior. Intragável é não perdoar. Não liberar. E só criticar, só … Continue lendo

Despedida

Por mim, e por vós, e por mais aquilo que está onde as outras coisas nunca estão deixo o mar bravo e o céu tranqüilo: quero solidão. Meu caminho é sem marcos nem paisagens. E como o conheces ? – … Continue lendo

À noite…

“Acordado na cama a pensar numa porção de coisas indefiníveis. Tenho a sensação de que tenho um corpo eminentemente perecível e caduco sem mais nenhum remédio ou salvação. Penso no que me falta para ser um homem aceitável. Outras coisas … Continue lendo

Viver é…

Viver é uma peripécia. Um dever, um afazer, um prazer, um susto, uma cambalhota. Entre o ânimo e o desânimo, um entusiasmo ora doce, ora dinâmico e agressivo. Viver não é cumprir nenhum destino, não é ser empurrado ou rasteirado … Continue lendo

Mais além

« “Praças já namoraram mais a seus bancos do que muitos casais em prantos. Ruas escuras já suportaram mais corpos perdidos no frio do que os poucos albergues públicos. Escolas coloridas já foram muito mais manchadas por desesperança do que filas intermináveis … Continue lendo


Página 5 de 7« Primeira...34567