Certezas vagas

“(…) já não preciso mais de ti, muito embora minhas atitudes insanas revelem o contrário. Tenho discos, amigos, bons vinhos, tesouras cortantes e excessos de camaradagens. Um felino caminha sob minha espreita. A parede da alcova foi retirada e o … Continue lendo

Longe dos aranzéis

(…) Sempre que eu leio: fulano sumiu, sicrano nunca mais deu as caras, eu penso “deve estar cuidando da própria vida ou, ainda, na melhor das hipóteses, buscando um eu longínquo que demora encontrar”. A recomendação é pura e simples … Continue lendo

Retorno

“É preciso retornar ao mais íntimo, isolar-se e buscar nele as formas originais das convicções ora externamente assoladas pelos tempos sombrios. Buscar ouvir a voz de dentro com fins claros de calar o barulho de fora e dar azo ao mais … Continue lendo

Astenia emocional

“(…) Decretei-me, mesmo sem forças, não satisfazer mais suas loucuras e nem atender aos seus cansativos questionamentos. Isso vai desde colocar saias de flores que tanto me fazem feminina, como não dar horários aos meus sopros de liberdade. Quero viver … Continue lendo

Tardança

“(…) longas manhãs te esperei segurando uma xícara de café quente na vã tentativa de aquecer aquela dolorida tardança. Longas tardes olhei o difuso horizonte esticando meu turvo raio de visão para buscar ver o que meus olhos necessitavam enxergar. … Continue lendo


Página 2 de 3312345...102030...Última »