Arquivo do Autor: Adriana Araf

Orfandade

  “Não há idade para sermos órfãos, mas há tempo esticado para vivermos esse estado de faltas, de ausências. Ontem foi sol, hoje chuva. Mas não há mais o calor. A orfandade é dor permanente e indiscutível. Olha-se dos lados … Continue lendo

Publicado em Coisas da Vida | Comentários desativados

Tu és livre, criatura!

Escreve aí: “Eu sou livre!”. Só para lembrar. Tu bem sabes, mas não custa repetir. Amar não é ter posse sobre ninguém. Quando te sentires escravizar, manda às favas! Assim, simples, direto e com toda a força. Fecha teus olhos, … Continue lendo

Publicado em Coisas da Vida | Comentários desativados

O que perdemos

Do livro “O que perdemos”, de Zinzi Clemmons, página 112: “A minha mãe está morta. Mas ainda a vejo. Mas ainda a sinto. Ainda consigo ouvir-lhe a voz até nesse preciso momento em que vos falo. Mas ela está morta. … Continue lendo

Publicado em Cenas Inesquecíveis, Coisas da Vida | Comentários desativados

Uma passagem

(…) a cena era limpa. O mar, algumas ondas, dois barcos e um vento fresco. Sem impedimentos, o ar chegava e saia de meus pulmões por meio de movimentos leves. Minhas roupas não me incomodavam com os sopros marítimos. Calma, … Continue lendo

Publicado em Atitudes e Transformações | Comentários desativados

Saudade é dor estranha

Saudade é dor estranha, permanente. Nunca vai. Está na alma e não no corpo, muito embora o corpo a traduza. Saudosos, ficamos emocionais demais, os olhos marejam, perdemos o viço do caminhar atento. Saudade bate, agride, arromba nossa integridade física … Continue lendo

Publicado em Capa do Blog | Comentários desativados