Seja semelhante às rosas: exale perfume; volte-se para o sol, mantenha seus espinhos em silenciosa defesa, desabrochando em constantes botões (e sonhos são botões em formato diminuto, com potencial de jardim).
Rosas são elogiadas pela similitude beleza e delicadeza e, ao mesmo tempo, pela resistência de suas cores.
Afável em todas as estações, atravessa invernos com muita dignidade de raiz.
Um dia perfumado para você que é, na verdade, o perfume dele…
(Adriana Araf)
Recomente essa página:
Esta entrada foi publicada em Leituras Sensíveis. Adicione o link permanente aos seus favoritos.